Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

always there



Sábado, 03.04.10

encontro

 

 Quando te vi o meu coração abrandou, depois voltou a bater. Como se estivesse a rodar um filme.   Fiquei presa ao teu ser. A tudo o que destilava do teu corpo e ainda me pertencia. Percebi que também tu tinhas ficado com farpas do nosso affair.

 Quando te vi rodeado de amigos fiquei feliz, embora não fosse esse o meu estado de espírito. Percebi que não fui a única a tentar enfrentar o mundo mesmo ele tendo acabado.

 Percebi que ainda sentimos o mesmo. Então toquei-te no ombro e senti a tua pele a arrepiar. O teu cabelo rapidamente a voltar-se e a tua boca a deliciar a minha. Então disse-te: é bom voltar a ver-te.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

De S. a 03.04.2010 às 23:24

bigada querida

De inês. a 04.04.2010 às 10:43

obrigada $:

De Juliana. a 04.04.2010 às 15:10

fazem imenso sentido, eu dou realmente muita importância ao meu pai quando estou com ele, se calhar apercebo-me melhor do quanto gosto do meu pai do que todos os outros. e eu percebo o que dizes com "Mas talvez tu preferisses não dar tanta importância.", é difícil estar de longe de quem se gosta :x
um beijinho de boa páscoa, cátia*(:

De Juliana. a 04.04.2010 às 15:13

ainda dizes tu que escreves mal? tens razão o que escreves é um nojo (a)
ó cátia és a perfeição, melhor*

Comentar post



 [aqui dentro é para quando passar com o rato por cima aparece um balao de informacao]

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 [aqui dentro é para quando passar com o rato por cima aparece um balao de informacao]